Nossos Cursos

CONTAto

Rua Otávio Carneiro, n° 100, 6° andar - Icaraí 24230-191 - Niterói/RJ 

(Ao lado da loja Leader, com entrada pela Tavares de Macedo)

 

CNPJ: 39242458/0001 - 92

secretaria@yspanus.com.br

rhyspanus@yspanus.com.br

financeiro@yspanus.com.br

(21) 2714 - 1877 | (21) 98552 - 8008

© 2019 Yspanus Languages. Todos os direitos reservados.

  • facebook-yspanus
  • instagram-yspanus
  • linkedin-yspanus
  • whatsapp

Desenvolvido por: Giovana Trulio & Thaís Rodrigues

  • Yspanus Languages

Você consegue adivinhar a diferença entre Espanhol e Castelhano?


Por conta de a Espanha possuir várias línguas co-oficiais (catalão, galego, basco e valenciano), muitos brasileiros podem pensar que o castelhano pertence a uma região autônoma do país. Porém, esse não é o caso.

Apesar da popularidade dessa dúvida, a resposta é bem simples: o espanhol e o castelhano são sinônimos, segundo a Real Academia Española (RAE). Contudo, uma denominação é mais antiga do que a outra.

O castelhano era um dialeto usado no reino de Castela, durante a Idade Média, quando a Espanha que conhecemos hoje ainda não fora unificada. Esse dialeto — que apresenta uma forte influência do latim — se tornou a língua oficial do país em 1492, quando os reis católicos Isabel e Fernando unificaram todos os reinos da região, expulsando o último domínio árabe do sul da Espanha.

Resta a dúvida: por que alguns países preferem usar o termo “castellano”?

Por razões ideológicas, a Argentina favorece o uso desse termo, uma vez que ele não remete ao período colonial instituído pela Espanha. O castelhano também é popular no Chile, Bolívia e no norte da Espanha. Já o termo “español” é mais usado em países como México, Costa Rica, Panamá e no sul da Espanha (Andaluzia e ilhas Canárias).

#cursodeespanhol #espanhol #castelhano #espanha